Pular para o conteúdo principal

Flávio Dino chega a 62,15% das intenções de votos


 Flávio Dino chega a 62,15% das intenções de votos 


 Pré-candidato oposicionista tem 46,23% de diferença sobre Luís Fernando


Nova rodada de pesquisa do Instituto Amostragem/Jornal Pequeno confirma o favoritismo de Flávio Dino, que venceria a disputa pelo governo do estado no 1º turno se as eleições fossem hoje. Dino lidera com folga todos os cenários testados contra os possíveis candidatos da governadora Roseana Sarney. O Amostragem ouviu 1.300 pessoas em 40 municípios do Maranhão nos dias 5, 6 e 7 de abril e tem margem de erro de 2,66% para mais ou para menos.


O levantamento aponta que Flávio Dino tem hoje 62,15% das intenções de voto. Luís Fernando aparece com 15,23%. Nulos e brancos ficam em 7% e 15,62% dizem que não sabem ou não responderam. A diferença pró Flávio Dino é de 46,23%.

Quando o confronto simulado é entre o presidente da Embratur, Flávio Dino, e o ministro Edson Lobão, o candidato oposicionista também tem uma grande vantagem. Dino lidera com 57,68%, enquanto Lobão pontua em 27,38%. Nulos e brancos somam 4,62% e 10,31% não responderam ou não sabem. Neste caso a diferença pró Flávio Dino é de 30,3%.

Flávio Dino lidera também com larga vantagem a sondagem espontânea, aquela em que não se apresentam os nomes dos pré-candidatos. Dino tem 17,62% das intenções de voto, seguido de Roseana Sarney, que não pode concorrer para o governo em 2014, com 10,23%. Neste quesito Luís Fernando aparece com 1,69%, Edson Lobão(1,46%), outros(4,16%) , brancos e nulos 1,46% e não sabem ou não opinam(63,38%).

No item rejeição, em que o entrevistador pergunta em que o eleitor não votaria, Lobão tem hoje 32%, Luís Fernando 17,31% e Flávio Dino possui 10,08%.

Evolução de cenários – Na comparação feita entre as duas pesquisas feitas pelo Instituto Amostragem/Jornal Pequeno, Flávio Dino permanece com larga vantagem em relação aos demais candidatos. No levantamento feito em novembro de 2012, o presidente da Embratur chegava a 55,4% em intenção de votos no cenário com Lobão, que aparecia com 31,92%. Agora apresenta 57,69% contra 27,38%.

No cenário com o secretário de Roseana Sarney, Flávio Dino tinha 63,08% e oscilou para os 62,15% de agora. Já Luís Fernando caiu de 20,15% para 15,23%, bem acima da margem de erro da pesquisa.

Fonte: Da Redação Vermelho

Comentários

  1. ENQUANTO ISSO NA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO, O SECRETARIO GASTA COMBUSTIVEL PAGO PELO POVO PARA ENVIAR OS MOTORISTAS DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DO MUNICIPIO PARA RETIRAR OS CARTAZES DE AVISO DE GREVE NAS ESCOLAS.

    ESSE DINHEIRO DEVERIA SER EMPREGADO PARA MELHORIA DAS ESCOLAS.

    MUINTA FALTA DE RESPONSABILIDADE COM O DINHEIRO DA EDUCAÇÃO.

    ISSO SEM DIZER QUE HAVERA REUNIÃO COM TODOS OS DIRETORES DE ESCOLA NA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO, OUTRA COISA NÃO PODE SER ALEM DE REPRESALIA.

    CARO VEREADOR, VOCÊ FOI ELEITO PELO POVO AGORA QUEREMOS QUE BUSQUE EXPLICAÇÃO DO DESTINO DO DINHEIRO QUE SAI DA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA E GEOGRAFIA DO TOCANTINS(CONCURSOS E VESTIBULARES)

HISTÓRIA DO TOCANTINS PROFESSOR: ALESSANDRO GORGULHO
1) DESBRAVAMENTO E POVOAMENTO DA REGIÃO
A partir das Grandes Navegações, iniciadas no século XV, começa a constituição de impérios coloniais na América. Os portugueses, pioneiros no processo das navegações, acabaram por garantir para seus domínios parte das novas terras descobertas através da assinatura, em 1494, do Tratado de Tordesilhas, onde dividiu com a Espanha não apenas as terras americanas, mas todo o mundo a ser ainda descoberto. O tipo de colonização aqui implantado atendia aos interesses mercantilistas da época, ou seja, cabia à colônia ser fornecedora de riquezas para sua metrópole através da exploração dos recursos naturais coloniais, tais como madeiras, especiarias, ouro e pedras preciosas, além de ser uma área de comércio restrito (Pacto Colonial). Além da exploração econômica, cabe ressaltar a questão da catequese. A exploração se dava em nome do lucro e de Deus. Foram os franceses quem descobriram o rio Tocantins ao encont…

Simulado TEOREMA - Técnico de Enfermagem.

SIMULADÃO
1-O técnico de enfermagem deve ter conhecimento do Sistema Único de Saúde e das leis que orientam as políticas de saúde do nosso país. Fazem parte da lei Orgânica de Saúde n°8080/90, de 19 de setembro de 1990, os seguintes princípios de assistência à saúde:
a) Universalidade, sociabilidade e equidade. b) Universalidade, igualdade e sustentabilidade. c) Integralidade, universalidade e igualdade. d) Integralidade, igualdade e generalidade. e) Igualdade, popularidade e interdisciplinaridade
2-Sr. A.P.O. vai se submetido a uma cirurgia de LOBOMECTOMIA. Para estes fins, o paciente hospitalizado é colocado em posição de Decúbito Lateral, qual a função dessa cirurgia. a) Retirada do baço. b) Retirada do ovário. c) Retirada do Rim. d) Retirada de um lado do pulmão. e) Retirada de um pedaço da orelha
3- A Sra. A.C.R. retorna do centro cirúrgico após submeter-se a remoção das trompas. Esse procedimento cirúrgico recebe a seguinte denominação:
a) quadrantectomia. b) colecistectomia. c) nefrectomia. d) …

SIMULADO DA PM MARANHÃO 2012

CURSO TEOREMA
SIMULADÃO DE GEOGRAFIA DO BRASIL 1. (FCC) A urbanização no Brasil vem sendo acompanhada por alguns fenômenos, tais como, por exemplo, a especulação imobiliária, déficit habitacional, elevada taxa de desemprego urbano, grande número de empregos informais nas cidades acompanhados de baixos salários. Nesse contexto, a conjunção desses fenômenos tem sido responsável A) pela equidade do atendimento médico-hospitalar. B) pela mitigação da pobreza denominada intraurbana. C) pelo crescimento das periferias nas grandes cidades. D) pela transferência da população do campo para a cidade.
2. (CESPE) A atual estrutura do espaço urbano brasileiro apresenta uma rede urbana diferenciada quanto à distribuição no território nacional. São causas dessa diferenciação: (A) a industrialização do Sudeste e a modernização da agricultura na Região Centro-Oeste. (B) a desmetropolização de São Paulo e a industrialização da Região Centro-Oeste. (C) a internacionalização da Amazônia e a criação de novas un…