Pular para o conteúdo principal

Deputado Professor Marco Aurélio realiza encontro com gestores escolares da rede estadual


Na manhã desta quarta-feira (05), o deputado estadual professor Marco Aurélio (PCdoB), no auditório do New Anápolis hotel, em Imperatriz, reuniu-se com dezenas de gestores da unidade regional de educação - URE Imperatriz para dialogar sobre investimentos na educação do estado e receber reivindicações que podem ser resolvidas em conjunto com o governo do estado. 

Maria Dalvanir, Diretora Gestora Adjunta do Centro de Ensino Henrique de La Roque, localizado em João Lisboa, destacou a importância do diálogo com a classe e o avaliou como positivo a preocupação do parlamentar em ouvir as demandas educacionais “esse é um momento ímpar, onde eu tenho visto esse trabalho que o Marco já desenvolve na regional e em toda a região Tocantina. Temos a oportunidade de externar nossos agradecimentos por seu trabalho, mas também, dele ouvir as nossas necessidades. Esse trabalho é de um homem realmente político que tem uma visão de futuro para o Maranhão e em nome de toda a comunidade nós estamos muito satisfeitos com isso.” destacou a gestora.

O evento contou com a participação do secretário de educação Felipe Camarão, via conferência. Na oportunidade, o secretário convidou os presentes para juntar forças em prol da melhoria da educação do estado. “Eu quero conclamar todos vocês para se unir a nós nesse grande esforço na melhoria do IDEB no Maranhão para que a gente possa juntos realizar esforço em prol da educação em nosso estado, e que a gente possa também juntos, meus amigos e minhas amigas, superar todas as dificuldades e adversidades que a gente tem. Eu sei que apesar de todo esforço que a gente tem feito para reformar, reconstruir e construir novas escolas ainda temos muito por fazer”. Manifestou Camarão.

O gestor do Colégio Militar, Tenente Coronel Cavalcante expôs as demandas de sua unidade de educação e também destacou o empenho e a preocupação de Marco Aurélio com a educação maranhense. “Eu tenho 25 anos de serviço público e nunca conheci uma pessoa, um político, principalmente falando nesse nosso convívio, tão ligado com suas causas e suas origens. É difícil a gente não ver o Marco Aurélio presente na cidade toda semana. É muito fácil atirar pedra, sem ouvir a outra parte, na visão periférica, sem se preocupar com o que foi alicerçado. O trabalho dele na educação de Imperatriz, não só de imperatriz, mas de toda região, eu nunca presenciei uma pessoa trabalhando em prol de um objetivo tão grande que é a educação quanto o Marco Aurélio.” 

Marco Aurélio agradeceu as presenças e destacou que pretender tornar estas reuniões rotineiras, tanto quanto sua presença nas escolas estaduais, como já vem fazendo na rotina. "Acredito que essa proximidade com os gestores e com a comunidade escolar é fundamental para podermos programar ações realmente efetivas em favor da nossa educação. Por isso, queremos tornar esses encontros frequentes e cada vez mais produtivos." declarou o parlamentar.

O evento contou com a presença do Vereador Carlos Hermes, do Superitendente de Articulação política da Região Tocantina Adonilson Lima, Marcio Papel e Deivison Nascimento.
 
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA E GEOGRAFIA DO TOCANTINS(CONCURSOS E VESTIBULARES)

HISTÓRIA DO TOCANTINS PROFESSOR: ALESSANDRO GORGULHO
1) DESBRAVAMENTO E POVOAMENTO DA REGIÃO
A partir das Grandes Navegações, iniciadas no século XV, começa a constituição de impérios coloniais na América. Os portugueses, pioneiros no processo das navegações, acabaram por garantir para seus domínios parte das novas terras descobertas através da assinatura, em 1494, do Tratado de Tordesilhas, onde dividiu com a Espanha não apenas as terras americanas, mas todo o mundo a ser ainda descoberto. O tipo de colonização aqui implantado atendia aos interesses mercantilistas da época, ou seja, cabia à colônia ser fornecedora de riquezas para sua metrópole através da exploração dos recursos naturais coloniais, tais como madeiras, especiarias, ouro e pedras preciosas, além de ser uma área de comércio restrito (Pacto Colonial). Além da exploração econômica, cabe ressaltar a questão da catequese. A exploração se dava em nome do lucro e de Deus. Foram os franceses quem descobriram o rio Tocantins ao encont…

Simulado TEOREMA - Técnico de Enfermagem.

SIMULADÃO
1-O técnico de enfermagem deve ter conhecimento do Sistema Único de Saúde e das leis que orientam as políticas de saúde do nosso país. Fazem parte da lei Orgânica de Saúde n°8080/90, de 19 de setembro de 1990, os seguintes princípios de assistência à saúde:
a) Universalidade, sociabilidade e equidade. b) Universalidade, igualdade e sustentabilidade. c) Integralidade, universalidade e igualdade. d) Integralidade, igualdade e generalidade. e) Igualdade, popularidade e interdisciplinaridade
2-Sr. A.P.O. vai se submetido a uma cirurgia de LOBOMECTOMIA. Para estes fins, o paciente hospitalizado é colocado em posição de Decúbito Lateral, qual a função dessa cirurgia. a) Retirada do baço. b) Retirada do ovário. c) Retirada do Rim. d) Retirada de um lado do pulmão. e) Retirada de um pedaço da orelha
3- A Sra. A.C.R. retorna do centro cirúrgico após submeter-se a remoção das trompas. Esse procedimento cirúrgico recebe a seguinte denominação:
a) quadrantectomia. b) colecistectomia. c) nefrectomia. d) …

Comissão especial proposta pelo deputado Marco Aurélio irá analisar impactos da Hidrelétrica de Estreito para seca no Rio Tocantins

Em discurso realizado na manhã desta quarta-feira (05), o deputado estadual Professor Marco Aurélio (PCdoB), destacou o grave problema da seca que tem impactado seriamente o nível do Rio Tocantins ao longo de seu percurso “maranhense”. Segundo maior rio completamente brasileiro, o Rio Tocantins possui uma enorme importância para o desenvolvimento dos municípios pelos quais passa (Goiás, Tocantins, Maranhão e Pará.). Ocupando uma área de 803.205 km², é a maior bacia hidrográfica inteiramente brasileira, além da terceira do Brasil em potencial hidrelétrico.
O deputado destacou a maior seca enfrentada pelo Rio Tocantins, afirmando que parte do problema é causado pelo impacto ambiental das instalações de usinas hidrelétricas ao longo de seu percurso. “É certo que estamos enfrentando os efeitos graves da estiagem e do El Niño, mas nada tem impactado tanto nosso Rio como as usinas hidrelétricas. Por conta da contenção da água do rio para a geração de energia elétrica, o curso do rio tem sofr…