Pular para o conteúdo principal

Deputado Marco Aurélio discute com grêmios estudantis mobilização para Audiência pela Bonificação na UFMA


Na tarde desta quarta-feira, o deputado estadual Professor Marco Aurélio (PCdoB), acompanhado da Gestora da Unidade Regional de Educação (URE), Orleane Santana, se reuniu com representantes dos grêmios estudantis de escolas da rede estadual de Imperatriz, para discutir a mobilização dos estudantes para participarem da Audiência Pública que abordará a Bonificação nas notas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), de estudantes oriundos das escolas maranhenses, para o ingresso nos cursos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

A audiência pública, solicitada pelo deputado Marco Aurélio, pela Frente Parlamentar em Defesa da Bonificação no Enem, será realizada na próxima terça-feira (20), na Câmara Municipal de Imperatriz, a partir das 9h, e contará com a presença de representantes da Reitoria, do Conselho Universitário da UFMA, deputados, vereadores, juristas, professores, estudantes e comunidade em geral. A proposta é debater a garantia de uma Bonificação de 20% do total da nota alcançada no Exame, aos estudantes oriundos de escolas de todo o estado.

Durante o encontro com os estudantes, o parlamentar explicou que desde o início de seu mandato vem pautando junto à UFMA, a Bonificação nas notas do Enem de estudantes maranhenses, que queiram ingressar nos cursos da instituição. Ele destacou que várias universidades do país já adotaram essa política afirmativa, que visa garantir que a maioria das vagas dos cursos sejam ocupadas por estudantes do próprio estado.

Marco Aurélio apresentou como exemplo, os dados do curso de Medicina da UFMA de Imperatriz, em que, dos 249 matriculados, apenas 42 são da Região Tocantina. Esse fato acarreta uma série de problemas conforme evidencia o deputado. “Quando esses estudantes se formarem, eles vão embora para os seus estados de origem. E ainda, no decorrer do curso, na primeira oportunidade que tiverem, eles fazem transferência, deixando as vagas ociosas”, disse.

Para o deputado, a Audiência Pública vai conseguir mostrar para a Reitoria e o Conselho Universitário da UFMA, a força do sentimento em defesa da Bonificação, e que a participação dos estudantes é de extrema importância, considerando que o tema trata diretamente do futuro deles. “Essa política afirmativa será para vocês. E não tem nenhum sentido a gente fazer sem vocês. Só tem o brilho de uma conquista, de uma vitória se vocês participarem desse movimento”, ressalta.

Após a Audiência, a Reitora da UFMA, Nair Portela deverá levar a proposta da política afirmativa para o Conselho Universitário deliberar se aprova ou não. Marco Aurélio, confiante na possibilidade da aprovação, convidou os estudantes para unirem forças na causa e eles se comprometeram em mobilizar suas escolas para participarem do momento de discussão na Câmara.

O estudante Wesley Carvalho, do Grêmio Estudantil do Centro de Ensino Estado de Goiás, falou em defesa da Bonificação. Para ele, a proposta está interligada diretamente com seu futuro e de todos os estudantes que sonham em ingressar no ensino superior e o apoio da comunidade é indispensável. “Precisamos do apoio de todos para que terça-feira a gente possa fazer um movimento extraordinário para convencer que nós estamos cientes do que queremos e, por isso, devemos todos marcar presença e defender nossos direitos”, destaca.                        

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HISTÓRIA E GEOGRAFIA DO TOCANTINS(CONCURSOS E VESTIBULARES)

HISTÓRIA DO TOCANTINS PROFESSOR: ALESSANDRO GORGULHO
1) DESBRAVAMENTO E POVOAMENTO DA REGIÃO
A partir das Grandes Navegações, iniciadas no século XV, começa a constituição de impérios coloniais na América. Os portugueses, pioneiros no processo das navegações, acabaram por garantir para seus domínios parte das novas terras descobertas através da assinatura, em 1494, do Tratado de Tordesilhas, onde dividiu com a Espanha não apenas as terras americanas, mas todo o mundo a ser ainda descoberto. O tipo de colonização aqui implantado atendia aos interesses mercantilistas da época, ou seja, cabia à colônia ser fornecedora de riquezas para sua metrópole através da exploração dos recursos naturais coloniais, tais como madeiras, especiarias, ouro e pedras preciosas, além de ser uma área de comércio restrito (Pacto Colonial). Além da exploração econômica, cabe ressaltar a questão da catequese. A exploração se dava em nome do lucro e de Deus. Foram os franceses quem descobriram o rio Tocantins ao encont…

Simulado TEOREMA - Técnico de Enfermagem.

SIMULADÃO
1-O técnico de enfermagem deve ter conhecimento do Sistema Único de Saúde e das leis que orientam as políticas de saúde do nosso país. Fazem parte da lei Orgânica de Saúde n°8080/90, de 19 de setembro de 1990, os seguintes princípios de assistência à saúde:
a) Universalidade, sociabilidade e equidade. b) Universalidade, igualdade e sustentabilidade. c) Integralidade, universalidade e igualdade. d) Integralidade, igualdade e generalidade. e) Igualdade, popularidade e interdisciplinaridade
2-Sr. A.P.O. vai se submetido a uma cirurgia de LOBOMECTOMIA. Para estes fins, o paciente hospitalizado é colocado em posição de Decúbito Lateral, qual a função dessa cirurgia. a) Retirada do baço. b) Retirada do ovário. c) Retirada do Rim. d) Retirada de um lado do pulmão. e) Retirada de um pedaço da orelha
3- A Sra. A.C.R. retorna do centro cirúrgico após submeter-se a remoção das trompas. Esse procedimento cirúrgico recebe a seguinte denominação:
a) quadrantectomia. b) colecistectomia. c) nefrectomia. d) …

Comissão especial proposta pelo deputado Marco Aurélio irá analisar impactos da Hidrelétrica de Estreito para seca no Rio Tocantins

Em discurso realizado na manhã desta quarta-feira (05), o deputado estadual Professor Marco Aurélio (PCdoB), destacou o grave problema da seca que tem impactado seriamente o nível do Rio Tocantins ao longo de seu percurso “maranhense”. Segundo maior rio completamente brasileiro, o Rio Tocantins possui uma enorme importância para o desenvolvimento dos municípios pelos quais passa (Goiás, Tocantins, Maranhão e Pará.). Ocupando uma área de 803.205 km², é a maior bacia hidrográfica inteiramente brasileira, além da terceira do Brasil em potencial hidrelétrico.
O deputado destacou a maior seca enfrentada pelo Rio Tocantins, afirmando que parte do problema é causado pelo impacto ambiental das instalações de usinas hidrelétricas ao longo de seu percurso. “É certo que estamos enfrentando os efeitos graves da estiagem e do El Niño, mas nada tem impactado tanto nosso Rio como as usinas hidrelétricas. Por conta da contenção da água do rio para a geração de energia elétrica, o curso do rio tem sofr…